O desfralde é um assunto que a maioria dos papais e mamães tem dúvidas. Ou seja, em como fazer e como ajudar as crianças nessa questão, pois não é uma coisa fácil. Principalmente o desfralde noturno. Ele demanda mais tempo e pode trazer algumas consequências para os pequenos, que não são legais. Como por exemplo, eles podem começar a ficar com vergonha dessa situação, o que pode gerar alguns problemas psicológicos e até mesmo a não querer frequentar a casa de amigos e familiares para dormir. Portanto, é muito importante saber como ajudar quem tanto amamos, nesse momento tão importante.

Entenda um pouco mais sobre a Enurese Noturna:

A partir dos 2 anos, a criança começa a ter controle dos esfíncteres (músculos que retém ou liberam o xixi e o cocô). Aos 3 anos, ela começa a adquirir a capacidade de controlar o xixi e o cocô no período diurno. E durante 6 meses é normal ter escapes. No entanto, só após um ano do início do desfralde, a criança conquista a habilidade de segurar o xixi noturno. E, somente a partir dos 5 anos de idade, o xixi na cama passa a ser um motivo de preocupação.

Portanto, é importante se atentar á esses períodos e se após a criança já ter atingido seus 5 anos, ela não conseguiu sair das fraldas para dormir. Confira algumas dicas e o que fazer nesses casos.

Ajuda profissional

É de suma importância consultar um especialista para lidar com a Enurese noturna (xixi na cama). Portanto, agende uma consulta com o pediatra de sua confiança e explique o caso. Para ajudar ainda mais, se você conseguir, leve anotações da rotina da criança como a frequência na ingestão de líquidos, as idas ao banheiro durante o dia, situações de estresse para ela e os comportamentos. Isso irá ajudar com que o profissional possa ter uma bagagem maior para procurar uma solução para o problema.

Preparar o território

Isso irá ajudar com que a criança se sinta mais confortável com a situação. Tornando o desfralde noturno e o xixi na cama menos desagradável. Você pode utilizar roupas intimas impermeáveis, não deixar que ingiram muitos líquidos de noite, capas protetoras de colchão, e muito mais. Além disso, procure proporcionar uma noite tranquila para a criança, mostrando todo o seu afeto e dando apoio para encorajar os pequenos. Caso o médico passe alguma medicação, é importante seguir direitinho os horários.

Diálogo

A criança precisa estar ciente de todo processo, começando em entender o que está acontecendo. É importante que ela não se sinta culpada nem com vergonha. Ela precisa entender que isso é um transtorno e tanto ela quanto você, estão juntos nessa batalha. Mostre que isso é apenas uma fase e que ela não está sozinha, e logo, isso deixará de acontecer.

Noites fora de casa

É normal que os pequenos, em algum momento, passem noites fora de casa. Como por exemplo na casa de algum amiguinho ou de algum familiar. No entanto, é preciso que ele se sinta confiante com isso, sem medo de alguém brigar ou tirar sarro. Converse e explique como ele deve agir para que essa experiência seja agradável. Converse com quem ficará responsável por ele e passe todas as orientações necessárias para que essas noites sejam tranquilas.

Diário Miccional do Desfralde Noturno

Esse é o registro das noites “secas e molhadas”. Caso queira fazer, deixe com que a criança participe. E, sempre valorize as noites em que o xixi não esteve presente, tirando o peso das que ele escapou. Isso ajuda com que os pequenos sintam mais confiança.