Os papais, especialmente de primeira viagem, tem muitas dúvidas quando o assunto é o crescimento e ganho de peso do bebê, principalmente no primeiro ano de vida. A média do peso do nascimento do bebê deve ser acima de 3 e abaixo de 4kg. Ou seja, esse é o valor esperado. No entanto, entre 2 kg e meio e 3, pode ser considerado normal ou insuficiente, dependendo de cada caso.

Mas, os médicos não olham apenas para a balança. Outros fatores como por exemplo, o perímetro cefálico e a estatura, são observados para acompanhar o desenvolvimento dos pequenos. Todos os bebês são avaliados ao nascer quando seu peso for abaixo ou acima da média esperada. O intuito é averiguar se isso é devido a alguma alteração metabólica, pressão alta ou outra enfermidade. Que, portanto, exigirá cuidados específicos. Vale uma observação: Se a mamãe teve diabetes gestacional, o bebê tem mais chances de vir ao mundo mais gordinho.

Confira algumas características para observar o ganho de peso e crescimento do seu pequeno:

Perda de peso nos primeiros dias de vida

Os papais não precisam ficar assustados. Isso é um acontecimento normal entre os recém nascidos devido a perda de líquidos, que automaticamente faz com ele desinche. Os bebês tem uma perda normal de 10% do peso corporal, depois disso o número volta a subir. Isso ocorre entre o terceiro e quarto dia de vida e se estabiliza do sétimo ao décimo dia. Além disso, a amamentação também pode interferir devido ao colostro, que é o leite produzido na primeira semana. Ele é produzido em menor quantidade, mas, é mais concentrado e rico em anticorpos que vão ajudar a colonizar o intestino. Da mesma forma, no estômago do recém-nascido cabem 5 ml de leite nos primeiros dias.

ganho de peso do bebê
ganho de peso do bebê

Quando devo me preocupar com a perda de peso do meu bebê?

Muitos papais ficam preocupados na hora de pesar o bebê, com receio de que ele não esteja se desenvolvendo bem. No entanto, é essencial manter a calma e conversar com o pediatra. Ele irá avaliar os sinais clínicos e fara a análise da curva de crescimento. Ou seja, ele associará o número da balança com os demais fatores, como por exemplo, amamentação, alimentação, suplementação de vitaminas, ritmo intestinal e urinário, sono e a medida do perímetro cefálico e toráxico.

Estimativa do ganho de peso do bebê

Segundo especialistas, o ganho de peso do bebê dobra entre o quarto e o quinto mês de vida. Quando os pequenos completam um ano, esse número triplica. No entanto, cada criança tem uma curva de crescimento individual, que é avaliada mês a mês. Há uma variação esperada, tanto para mais como para menos. Portanto, o peso deve ser avaliado junto com o crescimento do bebê e a interpretação do pediatra.

ganho de peso do bebê
ganho de peso do bebê

Alimentação

Certamente, o ganho de peso do bebê está relacionado com a nutrição. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a amamentação seja exclusiva até os 6 meses de vida. Depois disso, complementada com comidinhas até os 2 anos ou mais. Além disso, é necessário avaliar se os pequenos que fazem uso de fórmulas, estão tomando em volume e quantidade adequadas. Da mesma forma, as fórmulas nem sempre são favoráveis para a flora e podem diminuir o ritmo intestinal. Há também, chances do bebê ter gases e engordar ou emagrecer se ele não foi muito bem digerido.

No entanto, quando os alimentos começam a ser introduzidos na dieta, automaticamente diminui a ingestão de leite. Seja ele materno ou artificial. O ganho de peso no segundo semestre é menor que no primeiro. Depois do primeiro ano de vida, a estimativa é que a velocidade resuza ainda mais. A introdução alimentar deve ser feita com calma e conhecendo a criança. Ou seja, ao começar a ingerir comida, o bebê passa a ganhar metade do peso e estatura.

Vale lembrar que o pediatra deve ser consultado sempre em caso de duvidas. Principalmente antes de fazer alterações na alimentação dos pequenos. Nós do Time Park sempre trazemos dicas e novidades para as mamães e papais. Confira nosso blog.